GESTÃO DA PRODUÇÃO

Novembro / 2020

Gestão de produção é um dos fatores decisivos no sucesso de uma unidade fabril.

O Gestor de Produção deverá ter ferramentas tecnológicas de apoio capaz de avaliar o esforço e disponibilidade para executar cada encomenda no prazo estipulado ao cliente. Não cumprir com o prazo de entrega é um dos maiores erros que uma empresa pode cometer.

É função do responsável da produção assegurar os recursos necessários e adequados para o sector da produção de forma a providenciar o fornecimento dos produtos no prazo certo e com a qualidade desejada.

A maior ferramenta de apoio e suporte à decisão do responsável de produção é um MES (Manufacturing Execution System) adequado às necessidades do processo de fabrico. Esta ferramenta permite o registo e cálculo dos mais variados dados relativos ao processo produtivo tais como planeamento, fichas técnicas, arvores de produto, roteiros de fabrico, cálculo de necessidades de matéria-prima (MRP), estimativas de tempos, tempos efetivos, custeio, rastreabilidade e consumos de matéria-prima etc.   

Um bom sistema de informação permite à gestão a obtenção de dados reais e fidedignos  sobre a eficiência e a rentabilidade da produção.

A integração de todos os equipamentos de chão de fábrica são uma das chaves para o sucesso da gestão de produção. É muito importante que os registos de produção estejam atualizados a tempo e horas e sobre uma base de dados centralizada e integrados com o ERP.

Durante o processo produtivo, a recuperação em muitos casos não é possível e origina custos elevados com desperdícios, desvios e perdas. Deverá ser efetuada uma análise criteriosa de deteção de defeitos e definir muito bem os processos de movimentação de stocks. Assegurar uma produção sem defeitos com base em boas práticas, leva a que muitas empresas tenham um alto nível de rentabilidade e produtividade.